O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, esteve esta manhã na Procuradoria Geral da República para falar de vários assuntos relacionados com o futebol português, e à saída da reunião acabou por ser questionado sobre a mais recente polémica com as críticas a alguns dos jogadores do plantel de Jorge Jesus após a derrota em Madrid por 2-0.

"Não vou falar absolutamente nada. Os jogadores só chegaram há pouco, era impossível ter falado com eles. Jorge Jesus? Foi confrontado com uma pergunta não muito correta e tinha acabado de sair do jogo, coitado. O que realmente importa são os emails, o e-Toupeira, os vouchers", disse Bruno de Carvalho sobre o assunto, acrescentando que: "Ainda não recebemos nenhum email dos jogadores, acho que todos os nomes que estão nos emails terão mais culpa, de certeza".

Recorde-se que Bruno de Carvalho criticou publicamente a prestação da equipa comandada por Jorge Jesus após a derrota por 2-0 frente ao Atlético Madrid em jogo a contar para a Liga Europa.

Já em relação do que foi falado na Procuradoria Geral da República, Bruno de Carvalho não se quis adiantar muito, mas assumiu que há preocupações 'idênticas' e que o caminho está a ser 'trilhado' no que toca aos casos dos 'vouchers', dos 'e-mails' entre outros assuntos.

"Foi muito importante, viemos fazer aqui várias exposições sobre o estado atual do futebol português, já estávamos com esta vontade há bastante tempo, mas foi importante certificarmos as preocupações e a forma profissional com que o Ministério Público está a levar a cabo assuntos fundamentais para o futebol. Para nós foi muito agradável esta reunião, muito proveitosa para ambas as partes. (...) Sabem que o futebol é um fator muito particular e que merece uma atenção especializada, como os menores, a corrupção... É um fenómeno dessa dimensão, ficámos felizes por percebermos que as nossas preocupações são idênticas e que o caminho está a ser trilhado no que toca a vouchers, emails, e-Toupeira, jogos para perder... Mas não falámos sobre os casos, essas conversas não se podem ter com os procuradores", atirou Bruno de Carvalho.

"Não sou daqueles presidentes que dizem as coisas num dia e no outro já não. O projeto é para continuar", sentenciou Bruno de Carvalho.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.