Bruno de Carvalho anunciou esta tarde que vai desistir do processo judicial, depois de a providência cautelar que interpõs ter sido indeferida.

O antigo candidato afirmou que vai «acatar» a decisão do tribunal e justificou esta tomada de posição pela demora que tal procedimento teria na justiça, sublinhando que tal iria trazer problemas ao Sporting, ao contrário do que o próprio deseja.

Bruno de Carvalho foi o segundo candidato mais votado nas eleições para a presidência do Sporting, que tiveram lugar a 26 de Março, e que tiveram como vencedor Godinho Lopes, por uma diferença de apenas 360 votos e sob acusações de ilegalidades.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.