Bruno de Carvalho e Alexandre Godinho meteram uma ação na Justiça Cível de Lisboa contra o Sporting, segundo avança esta sexta-feira o jornal 'Record'. O processo deu entrada três dias antes das eleições para a presidência do Sporting, ou seja, no dia 5 de setembro e foi distribuída no dia seguinte.

De acordo com a mesma publicação este não é um processo novo, mas está sim ligado à providência cautelar de Bruno de Carvalho contra a Assembleia Geral Extraordinária do passado dia 23 de junho que resultou na destituição do antigo dirigente dos 'leões'.

A decisão a esta providência ainda não é conhecida, pois o clube contestou a mesma, mas Bruno de Carvalho e Alexandre Godinho foram pressionados ir para a frente com este processo pelos prazos legais do mesmo.

A informação do processo está disponível na plataforma Citius, que indica que o valor do processo é de 50.000,01 euros. Esta ação é um recurso com o objetivo de levar o processo à instância central, onde estão os juízes mais experientes.

Tanto Bruno de Carvalho como Alexandre Godinho estão suspensos da condição de sócios do Sporting e arriscam a expulsão do clube por um período de oito anos, caso o Conselho Fiscal e Disciplinar da lista de Frederico Varandas assim o entender.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.