O antigo presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, foi detido este domingo, no âmbito do processo dos ataques à Academia de Alcochete, a 15 de maio deste ano. Além do dirigente, foi ainda detido o líder da claque Juventude Leonina.

O antigo dirigente passou a noite na prisão, em instalações da GNR, e esta segunda-feira deveria ser ouvido pelo juiz de instrução do Tribunal do Barreiro. No entanto, e segundo avança a SIC, Bruno de Carvalho e Mustafá só serão presentes ao juíz na terça-feira.

O ataque

Recorde-se que em 15 de maio deste ano, a equipa de futebol do Sporting foi atacada na Academia do clube, em Alcochete, por um grupo de cerca de 40 alegados adeptos encapuzados, que agrediram alguns jogadores, treinadores e ‘staff’.

No dia dos acontecimentos, a GNR deteve 23 pessoas, tendo posteriormente efetuado mais detenções, estando atualmente em prisão preventiva 38 pessoas, entre as quais o antigo líder da claque Juventude Leonina Fernando Mendes.

Os 38 arguidos que aguardam julgamento em prisão preventiva são todos suspeitos da prática de diversos crimes, designadamente de terrorismo, ofensa à integridade física qualificada, ameaça agravada, sequestro e dano com violência.

Bruno de Carvalho, que à data dos acontecimentos liderava o clube, foi, entretanto, destituído em Assembleia-Geral e impedido de concorrer à presidência do clube, atualmente ocupada por Frederico Varandas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.