O relvado do Estádio da Luz está a preocupar responsáveis, equipa técnica e jogadores do Benfica, não estando em condições, factor que já levou muitos jogadores do clube a lesionarem-se.

“O problema foi detetado internamente, praticamente desde o jogo com o FC Porto. O relvado não está nas condições da época passada e começou a pensar-se em mudar o relvado. Vamos fazê-lo. É público que estamos em fase de conclusão desse processo e agora é tentar fazê-lo o mais rápido possível. Que não seja o relvado algo a apontar para situações menos boas que nos têm acontecido. Mas isto não serve de desculpa. Nesta profissão não temos tempo para pensar no que nos vai acontecendo, temos é de pensar em soluções. Temos de continuar a fazer o bom trabalho que temos vindo a fazer nesta área. Relembro a recuperação do Vinícius e do Chiquinho. Fica o desafio público, sendo o Rafa mais rápido que o Chiquinho, vamos ver se conseguimos recuperar o Rafa mais rápido que o Chiquinho”, disse o treinador do Benfica à margem da conferência de imprensa de antevisão do embate com o Portimonense, agendado para esta quarta-feira, às 20h15.

Está prevista nova intervenção em novembro para tentar recuperar a relva, aproveitando a paragem para os compromissos internacionais.

A imprensa tem referido que o treinador tem recebido mensagens com indicações táticas do presidente Luís Filipe Vieira, algo que Bruno Lage rejeita por completo.

“Não vi as declarações nem tenho quaisquer informações sobre isso. Temos dois analistas lá em cima que nos vão passando a informação. Ao intervalo já temos algumas imagens do que queremos mudar. Essa é a nossa forma de trabalhar e essas são as pessoas que na nossa esfera comunicam connosco lá de cima cá para baixo”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.