Joaquim Evangelista, presidente do Sindicato de Jogadores, convocou os capitães da I e II Ligas para um grupo de WhatsApp ainda antes de a Liga ter decidido que os jogos seriam disputados à porta fechada, acabando por suspender os campeonatos profissionais esta quinta-feira.

De acordo com o jornal O Jogo, Evangelista enviou uma mensagem a cada um dos capitães de todos os clubes, na qual informou que iria criar dois grupos distintos, onde questionou os jogadores sobre quais seriam as melhores medidas a tomar para enfrentar a pandemia do coronavírus.

Numa primeira instância foi decidido jogar-se à porta fechada, mas o aumento do número de infetados em Portugal levou o presidente do SJPF a reunir virtualmente com todos os capitães, na noite de terça-feira, e aí foi manifestado o desejo de suspender os campeonatos profissionais.

Perante a vontade expressa pelos jogadores, Evangelista decidiu expressar aos responsáveis da Liga e da FPF a vontade de as equipas pararem, que acabaria por ser respeitada.

A mesma publicação acrescenta que o grupo de capitães da II Liga continua ativo, para que os jogadores partilhem dúvidas, esclarecimentos, problemas ou constrangimentos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.