O FC Porto venceu esta noite a União de Leiria por 5-2 em jogo em atraso da terceira jornada da I Liga. Com esta vitória, os dragões retomam a liderança do campeonato, somando por vitórias os três jogos realizados.

No Estádio Municipal da Marinha Grande, a União de Leiria durou meia hora e depois desfez-se em facilidades perante um FC Porto mortífero, com James Rodríguez em evidência.

Entrou bem em jogo a União de Leiria e Djaniny foi o homem a dar mais trabalho a Rolando e Maicon, que esta noite formaram a dupla de centrais. O costa-marfinense testou os reflexos de Helton logo aos 4 minutos e respondeu-lhe Hulk, que depois de uma grande arrancada do meio-campo se atrapalhou na hora do remate.

A União de Leiria respondeu a partir dos 15’ à maior posse de bola dos dragões e numa sucessão de ataques incomodou o FC Porto, embora sem criar lances de golo. A exceção apareceu uma vez mais por Djaniny, mas o FC Porto foi letal na resposta:

Em contra-ataque, Moutinho abriu em James Rodríguez e o regressado colombiano bateu Gottardi com um remate cruzado e pôs o resultado em 0-1, quando o relógio marcava 28 minutos.

Desmoronou-se a fortaleza leiriense e, no minuto seguinte, James podia ter aumentado a contagem. A defesa do Lis passava por dificuldades e voltou a comprometer no lance que deu o segundo golo aos dragões:

Manuel Curto inventou em zona proíbida, Belluschi roubou-lhe a bola e ofereceu-a a Kléber, que se estreou a marcar pelos dragões em jogos oficiais.  0-2 para o campeão nacional.

O intervalo chegou com o jogo praticamente resolvido para os dragões, mas a sorte sorriu ao União de Leiria logo após o recomeço. De fora da grande área, André Almeida tentou a sorte e a bola desviou em Maicon, batendo Helton para o 1-2.

O Leiria ganhou novo alento mas foi traído… pela eletricidade. Quando estavam decorridos 57 minutos, as torres de iluminação do Estádio Municipal da Marinha Grande decidiram fazer-se tímidas e apagaram-se. O jogo parou cerca de 10 minutos e no recomeço foi o FC Porto que voltou melhor, com James Rodríguez a fazer, uma vez mais, o gosto ao pé esquerdo, num remate cruzado junto ao poste da baliza de Gottardi.

Com o 1-3, o FC Porto arrumou definitivamente a questão, geriu a seu belo prazer e arranjou espaço para a melhor jogada do encontro:

James (quem mais?), solicitou Álvaro Pereira na esquerda, e este serviu Kléber de bandeja. O brasileiro bisou e fez o 1-4.

Num cabeceamento de Diego Gaúcho, o Leiria reduziu para 2-4, mas coube a Varela fechar a contagem nos 2-5, num remate forte dentro da área, quando já se jogava o tempo de desconto.

Com esta vitória, os dragões regressam à liderança e somam nove pontos em três jogos.

Os campeões nacionais voltam a atuar já na próxima sexta-feira, recebendo no Dragão o Vitória de Setúbal. 

Veja AQUI os principais lances do jogo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.