O Benfica terá tido acesso aos depoimentos dos árbitros sobre o Caso dos Vouchers quatro dias antes de Luís Filipe Vieira, presidente do clube, ter testemunhado em tribunal. De acordo com a revista SÁBADO, o presidente dos ‘encarnados’ já saberia o que é que os árbitros tinham dito e preparou a sua defesa em conformidade.

A revista avança que Paulo Gonçalves, assessor jurídico do Benfica, recebeu os documentos enviado pela Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol.

Num excerto da reportagem que sai na edição imprensa de quinta-feira da revista, a SÁBADO dá conta do reencaminhamento dos documentos recebidos por Paulo Gonçalves para Ricardo Costa, consultor da Abreu Advogados e antigo presidente da Comissão de Disciplina da Liga.

Recorde-se de que o Caso dos Vouchers foi denunciado por Bruno de Carvalho que alegava que o Benfica oferecia lembranças acima do habitual aos árbitros nomeados para os seus encontros. O presidente do Sporting afirmava que servia de condicionante para as atuações dos mesmos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.