O CIES (Observatório do Futebol) publicou esta segunda-feira um novo estudo que conclui que o benfiquista Darwin Nuñez é o jogador que mais dinheiro pode render numa futura transferência, fora dos cinco maiores campeonatos de futebol (Premier League, La Liga, Ligue 1, Bundesliga e Serie A).

O algoritmo do CIES estima que o avançado uruguaio possa render quase 71 milhões de euros aos cofres do Benfica. Estes valores são justificados pela "idade jovem (ainda não 23 anos), contrato longo (mais de três anos restantes), jogar por uma equipa competitiva (SL Benfica) e ter um desempenho muito bom, nomeadamente numa perspetiva de marcar golos".

O Observatório do Futebol destaca ainda que os rumores de uma eventual transferência de Darwin Nuñez para "um dos grandes clubes ingleses são totalmente plausíveis" e que tal "tende a aumentar a inflação nos preços dos jogadores", o que torna um acordo de 80 milhões de euros "perfeitamente imaginável".

No top 10 desta lista surgem ainda mais cinco jogadores da I Liga. Gonçalo Inácio, do Sporting, ocupa o 3º lugar com uma transferência estimada de 52,2 milhões de euros. Os também sportinguistas Matheus Nunes e Pedro Gonçalves aparecem em 5º e 6º lugares com uma estimativa de 49,5 e 49,2 milhões de euros, respetivamente.

De seguida, no 7º posto, está Gonçalo Ramos, do Benfica, com uma eventual transferência apontada aos 42,9 milhões de euros. Já o guarda-redes Diogo Costa, do FC Porto, pode deixar o Dragão por cerca de 41,4 milhões de euros, segundo as contas do CIES.

O campeonato português é o mais representado no top-10, com seis jogadores. Segue-se o campeonato holandês com três futebolistas (Antony dos Santos e Sébastian Haller, do Ajax, e Cody Gakpo, do PSV). A liga belga é representada por Charles de Ketelaere, do Club Grugge.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.