Sérgio Conceição viu um jogo quase perfeito do FC Porto, na vitória sobre o SC Braga por 3-1, na 21.ª ronda da Liga. O técnico dos ´dragões` falou da entrada em jogo dos reforços e deixou recados para quem tenta desestabilizar o balneário com "notícias falsas".

Entrada forte: "Foi uma boa propaganda para o futebol português, num jogo com duas boas equipas. Entramos fortes, agressivos, a tentar condicionar ao máximo aquilo que era a primeira fase de construção do SC Braga. Tivemos uma primeira parte fantástica, com uma coesão da equipa enorme, a saber onde condicionar o SC Braga. Marcamos, tivemos mais três oportunidades para dilatar a vantagem, mas depois sofremos numa bola parada, que também faz parte, mas teremos de estar atentos a isso. Continuamos a não baixar a intensidade, a ir a procura da vantagem que conseguimos. Ao intervalo a vantagem era merecida, mas curta."

FC Porto diferente na 2.ª parte: "A segunda parte foi mais dividida, entramos fortes outa vez, sempre no último terço do Braga, fizemos o 3-1 e depois demos iniciativa de jogo ao Braga. Foi por isso que metemos o Marega numa ala e metemos o Warris noutra, com o Paulinho no meio. O Paulinho ainda não entende tudo o que lhe é pedido, irritei-me um pouco com isso, mas faz parte. Duas boas equipas, público fantástico e uma arbitragem que não esteve mal, um ou outro erro sem importância de maior."

Resposta após empate em Moreira: "Foi uma boa resposta muito boa, no que diz respeito a nossa dinâmica ofensiva, forte, a compreender onde pressionar o Braga que na primeira parte quase nunca saiu com critério. Foi um jogo perto da perfeição. Podíamos ter controlado melhor nos últimos 20 minutos e tentei isso, pedindo alguns movimentos ao Warris mas está um pouco aquém do que esperamos. É preciso dar tempo para os reforços serem eficazes."

Dupla Sérgio Oliveira-Herrera no meio: "Tenho 24 titulares. O Sérgio Oliveira já foi titular em jogos de maior nomeada, na semana passada o Óliver deu uma boa resposta em Moreira de Cónegos, num campo onde entendi que era mais adequado a um médio com as suas caraterísticas. Hoje achei que era um jogo mais físico, que o Sérgio era a melhor opção para jogar com o Herrera. O Sérgio tem tido um comportamento fantástico no treino, como os outros e para mim é sempre uma dor de cabeça deixar jogadores de fora. Somos todos importantes, tivemos uma reação fantástica aos golos, todos estão com um espírito muito bom. Nada do que vem de fora nos vai perturbar, nenhuma notícia, nenhuma desconfiança e isso viu-se na forma como festejamos. Não é um recado para fora, o nosso balneário respira saúde no que diz respeito ao espírito dos jogadores."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.