O Benfica venceu pela primeira vez nesta pré-época, ao golear a Académica por 8-0, na Taça Hospital da Luz. Depois da derrota por 1-2 na apresentação aos sócios na Luz frente ao Anderlecht, os campeões nacionais fizeram valer ao seu poderio e bateram a equipa da Segunda Liga, sem dificuldades. De lamentar apenas a confusão nas bancadas, que obrigou a intervenção policial e causou um ferido, que teve de ser transportado para o hospital.

Com as saídas de Jonas e João Félix, Bruno Lage vai aproveitar os jogos de pré-época para consolidar o 4-4-2, agora com novos intervenientes. Chiquinho parece ser, nesta altura, o homem que deverá ocupar o lugar de João Félix num ataque que faz das transições rápidas e da mobilidade a sua principal arma. Em relação ao jogo com os belgas, o técnico 'encarnado' fez seis as alterações, com as saídas de Zlobin, Salvio, Ferro, Florentino, Taarabt e Jonas. Entraram Svilar, João Ferreira, Rúben Dias, Samaris, Rafa e Chiquinho.

A Académica, orientada por César Peixoto, antigo jogador do FC Porto, SC Braga e Benfica, entrou com os reforços Silvério, Cerqueira e André Claro no onze. No ataque estava Hugo Almeida, veterano avançado formado no FC Porto.

Os 'estudantes', um dos históricos do futebol português, entraram desinibidos no encontro e criaram os primeiros lances de perigo, por Ki, Silvério, Traquina e Hugo Almeida. O Benfica respondeu em dois lances do reforço Caio Lucas.

Mas em apenas um minuto o Benfica deu a 'machadada' naquilo que poderia ser o resultado do jogo com dois golos de rajada: aos 23, Rafa aproveitou um centro de Grimaldo para abrir o ativo.

No minuto seguinte é o reforço Raul de Tomas fazer o 2-0, finalizando uma bola ganha entre os centrais estudantis. marcando assim o seu primeiro golo de 'águia ao peito'.

Aos 38 minutos chegou o momento que manchou a partida. Houve confusão entre adeptos do Benfica e da Académica, a Polícia teve de intervir. Alguns adeptos tiveram de fugir para o relvado, interrompendo o jogo durante oito minutos. Um adepto teve de ser retirado do recinto de ambulância e ser transportado para o hospital.

No recomeço após a confusão, Raul de Tomas fez o 3-0, aproveitando um 'brinde' do guarda-redes Júlio Neiva. Antes deste 3-0, Svilar tinha negado o golo a Briosa.

Ao intervalo, Bruno Lage fez várias alterações e o Benfica apresentou o seguinte onze: Vlachodimos; Salvio, Ferro, Conti e Nuno Tavares; Cervi, Jota e Pizzi; Seferovic e Taarabt. Saíram Svilar, João Ferreira, Jardel, Rúben Dias, Grimaldo, Gabriel, Caio Lucas, Rafa, Raul de Tomas e Chiquinho.

No segundo tempo o resultado foi tomando contornos de goleada, com Conti a fazer o 4-0 aos 51 minutos, num desvio de cabeça.

O 5-0 é obra de Pizzi, a passe de Seferovic, aos 61.

Dois minutos depois, trocaram de papeis: Pizzi serviu Seferovic para o 6-0. Tudo fácil.

César Peixoto, que já tinha trocado Pedro Pinto por Leandro, retirou Silvério, Reko, Hugo Almeida e Mauro Cerqueira para lançar Chaby, Mike, David Teles e Fernando Alexandre. Mais tarde entrou Sérgio Conceição, filho do treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, além de Daniel Costa, nos lugares de João Traquina e André Claro. Saíram também Zé Castro e Mauro Cerqueira e entraram Lagoa e Mancini. No Benfica, Lage trocou Fejsa por Florentino e Tiago Dantas por Cervi.

Mesmo com tantas mexidas, não deixou de haver futebol de qualidade. Conti voltou a saltar mais alto que toda a gente após um canto de Pizzi para bisar na partida e fazer o 7-0 aos 85 minutos.

E Taarabt também fez o 'gosto ao pé' aos 90, fazendo o 8-0 final, em mais um erro de Neiva.

O Benfica vai agora para os Estados Unidos, onde competirá na International Champions Cup. Nesta prova, os campeões nacionais defrontam, na primeira partida, os mexicanos do Chivas, em 20 de julho às 13h00 (21h00 em Lisboa) no Levi's Stadium em Santa Clara, na Califónia.

Quatro dias depois, a formação da Luz defronta em Harrison, no estado de Nova Jérsia, os italianos da Fiorentina, numa partida que será disputada na Red Bull Arena às 20h00 locais (01h00 de 25 de julho em Lisboa).

A participação dos encarnados nesta competição termina frente aos também italianos AC Milan num encontro agendado para 28 de julho. O jogo entre encarnados e rossoneri será disputado no Gillette Stadium, em Foxborough, Massachusetts, a partir das 15h00 locais (20h00 em Lisboa).

O arranque oficial da época acontecerá em 4 de agosto, no Estádio Algarve, na Supertaça diante do Sporting, vencedor da Taça de Portugal. O encontro tem início marcado para as 20h45.

Onze inicial da Académica: Júlio Neiva; Silvério, Zé Castro, Yuri Matias e Mauro Cerqueira; Pedro Pinto, Reko e Ki; André Claro, João Traquina e Hugo Almeida.

Onze inicial do Benfica: Svilar; João Ferreira, Jardel, Rúben Dias e Grimaldo; Caio Lucas, Gabriel, Samaris e Rafa; Raul de Tomas e Chiquinho.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.