O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol decidiu abrir um processo disciplinar a João Capela na sequência do relatório redigido pelo árbitro de Lisboa após o jogo entre Tondela e Sporting.

Segundo escreve o jornal Record na sua edição online, o presidente do Conselho de Disciplina da FPF, José Manuel Meirim, instaurou um processo disciplinar a João Capela devido ao conteúdo do relatório apresentado pelo árbitro da AF Lisboa sobre o jogo entre Tondela e Sporting. O processo já seguiu para a Comissão de Instrutores da Liga para análise.

De acordo com a informação veiculada, João Capela justificou no seu relatório a expulsão de Murilo devido a insultos em espanhol, nomeadamente 'hijo de pu..', quando o jogador é brasileiro.

O diretor desportivo do Tondela reagiu na semana passada ao erro de João Capela no relatório e explicou que Murilo não fala espanhol.

"O Murilo é brasileiro, não fala espanhol, muito menos insulta em espanhol. Nunca jogou noutro país que não o Brasil ou Portugal", afirmou o dirigente do clube beirão, acrescentando que o árbitro poderá ter confundido o brasileiro com Jhon Murillo, extremo venezuelano que representou o Tondela em 2017/18.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.