O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol decidiu instaurar um processo disciplinar a Luís Gonçalves, diretor geral da SAD do FC Porto, devido à expulsão no Clássico da passada sexta-feira entre os ‘dragões’ e o Benfica.

De acordo com o jornal A Bola, Fernando Saul, oficial de ligação aos adeptos dos dragões, também foi visado pelo Conselho de Disciplina, mas apenas recebeu uma suspensão de 30 dias devido a palavras proferidas após o final do encontro.

Sérgio Conceição e Vítor Bruno, adjunto do treinador do FC Porto, foram condenados a uma multa de 383 euros por não usarem a braçadeira identificativa em local visível.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.