Declarações de Costinha, treinador do Nacional, à Sport TV, após a derrota por 0-1 frente ao Rio Ave, no Estádio da Madeira, da 26.ª jornada da Primeira Liga.

"Penso que a equipa merecia mais do que aquilo que conseguiu neste jogo. Fizemos um bom jogo. Na primeira parte foi mais repartida, com o Rio Ave a ter algumas chegadas à nossa área. Mas a segunda parte, tirando o lance do Galeno numa altura em que estávamos balanceados para o ataque e onde poderiam ter feito o segundo golo, pertenceu por completo ao Nacional, mas não tivemos acerto na finalização. Criámos muitas ocasiões e onde poderíamos ter tido mais acerto. Não o conseguimos, mas a forma como a equipa se bateu e como acreditou que era possível ir à procura de um resultado diferente, deixa-me satisfeito."

"Como é óbvio o resultado não me deixa satisfeito, pois são menos três pontos. É normal no nosso futebol. Quando não estamos a conseguir aquilo que queremos, fazem-se muitas paragens, mas está lá o árbitro para ajuizar e dar o tempo de compensação que seja justo para compensar essas paragens. Ainda assim, os meus jogadores estão de parabéns, porque se bateram bem. Jogaram bem e foram valentes naquilo que era a disputa do jogo e faltou uma pontinha de sorte. Nós não a temos tido. Não me lembro de ter vencido um jogo esta temporada com sorte. Todos os pontos que temos, tivemos que correr atrás deles e feito por eles. Hoje não tivemos sorte, mas tivemos uma atitude fantástica e se mantivermos essa atitude, a equipa vai rapidamente encontrar novamente o caminho das vitórias."

"Não senti ansiedade. Senti o desejo de vencer. Se estivessem ansiosos teriam cometido muitos erros e não os cometeram. O que não conseguimos foi finalizar da melhor maneira".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.