José Couceiro avisou hoje que só um Vitória de Setúbal ao seu "melhor nível" será capaz de travar segunda-feira o FC Porto, no jogo que encerra a 31.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Em conferência de imprensa, o treinador dos sadinos deu a receita para surpreender o adversário e garantiu que a equipa está preparada para o ambiente que vai encontrar no Estádio do Dragão.

"É normal que haja um clima de entusiasmo à volta do FC Porto. É fantástico jogar em ambientes desses e estamos preparados. Para que as coisas corram bem, temos de estar ao nosso melhor nível em termos emocionais, anular os pontos fortes do FC Porto e ter estrelinha em momentos cruciais. Dá muito trabalho tê-la, as coisas não caem do céu", disse.

José Couceiro espera muitas dificuldades frente a um oponente que, à exceção de um jogo, foi sempre "muito forte" no seu estádio esta época.

"Sabemos que vamos apanhar uma equipa muito forte. Que me lembre só no jogo com o Liverpool o FC Porto não conseguiu ser superior e mostrar aquilo que vale. Têm sido muito fortes a jogar no Dragão. Para nós é um jogo que tem de ser disputado, apesar de eles serem favoritos", frisou.

O técnico do conjunto setubalense promete tudo fazer para contrariar o favoritismo do FC Porto.

"Temos as nossas possibilidades, temos de as potenciar e tentar que o jogo não seja tão passado na nossa área. Vamos tentar defender um bocado mais alto. Às vezes os adversários são tão fortes que não conseguimos, da mesma forma que tivemos jogos que nos correram bem", referiu.

Para amealharem pontos que permitam ao Vitória de Setúbal fugir aos lugares perigosos da classificação, José Couceiro frisa a importância de não entrar em campo a pensar no 'nulo'.

"Estudámos o FC Porto. Sabemos que vão entrar muito fortes e querer resolver o jogo o mais depressa possível. Temos de ter capacidade para reagir e chegar à baliza deles. Quem vai jogar ao Dragão a pensar baixar as linhas, jogar fechado e para o 0-0, é uma questão de tempo até perder", disse.

O técnico fez ainda uma alusão à visita que os sadinos fizeram em 2016/17 ao Estádio do Dragão, reduto onde conseguiram marcar e roubar pontos aos portistas [empate 1-1].

"Precisamos de pontos e, com todo o respeito pelo FC Porto, é isso que vamos tentar trazer. Para temos um resultado positivo vamos ter de fazer, pelo menos, um golo. Aliás, foi isso que aconteceu o ano passado", vincou.

À margem do jogo com o FC Porto, o treinador do Vitória de Setúbal manifestou preocupação com o "desequilíbrio brutal" que existe no campeonato.

"As pessoas querem fazer de conta que não se passa nada quando há desequilíbrio brutal, é claramente o maior que há na Europa. Assim, não vamos a lado nenhum. É sempre passada uma esponja por cima deste assunto. Temos seleções nacionais e uma federação que estão no top mundial e temos um campeonato que deixa muito a desejar em muitos fatores", lamentou.

Além do avançado André Pereira (impedido de atuar por estar cedido pelos ‘dragões’), José Couceiro não pode contar com os contributos dos lesionados Luís Felipe, Nuno Pinto, André Sousa, Tomás Podstawski, João Teixeira, Thomas Rodríguez.

O jogo entre o FC Porto, 2.º classificado com 76 pontos (menos um que o Benfica que tem mais um jogo realizado), e o Vitória de Setúbal, 14.º com 29 pontos, da 31.ª jornada da I Liga, está marcado para segunda-feira, pelas 20:00, no Estádio do Dragão, no Porto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.