Benfica (24.º) e FC Porto (30.º) estão confirmados na lista dos 32 clubes de futebol europeus com maior valor comercial, depois de a auditora KPMG ter atualizado o estudo apresentado em maio, agora tendo em conta o retomar ou não das diferentes Ligas nacionais. A lista é liderada pelo Real Madrid.

Na atualização do estudo agora apresentada é possível ver a desvalorização dos vários plantéis face à pandemia da COVID-19. O Benfica, cujo plantel, em fevereiro de 2020, estava avaliado em 288 milhões de euros, viu agora esse valor cair 15,2%, valendo em maio 244 milhões.

Já o FC Porto, que em fevereiro tinha o plantel avaliado em 229 milhões de euros, vê esse valor cair agora, em maio, para os 186 milhões (queda de 18,8%).

E a perda teriam sido ainda mais significativas caso a I Liga não tivesse sido retomada. As perdas nos três clubes que figuram na lista e cujas ligas não foram retomadas – PSG e Lyon em França, Ajax na Holanda – viram o valor dos plantéis cair mais de 20%, superando mesmo os 25% no caso das duas formações gaulesas.

No ‘pódio’, onde para além do Real Madrid figuram Manchester United e Barcelona, o decréscimo estimado do valor dos respetivos plantéis também é acentuado: 19,1% para os ‘merengues’, 13,8% para o clube onde atuam os portugueses Bruno Fernandes e Diogo Dalot e 20,5% para o emblema catalão, o único a ultrapassar os 20% de desvalorização entre os que viram as respetivas Ligas retomadas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.