Enquanto Ulisses Morais orientava um treino para os colegas, Cristiano treinava sozinho. O avançado brasileiro recebeu ontem a nota de culpa e foi-se embora, quando estava prevista a sua presença em mais um treino. Foi a segunda falta do jogador aos treinos.

Embora seja um elemento importante na manobra da equipa, Cristiano tem estado também em destaque pelos problemas disciplinares ao longo das cinco épocas que já conta no Paços de Ferreira.

Aliás, a sua saída em Janeiro é neste momento uma hipótese provável, pois o jogador tem alguns clubes interessados nos seus serviços.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.