António Salvador anunciou a saída de Custódio do comando técnico do Braga, num comunicado por si assinado e publicado nos canais sociais do clube minhoto.

"Os erros não têm consequências para os árbitros nem para quem os lidera, mas têm consequências para as equipas, para os dirigentes, para os treinadores, para os jogadores e para os sócios e adeptos. A frustração sentida pelo clube e pelos seus responsáveis contribui para um clima de grande adversidade e favoreceu, não tenhamos dúvida, a decisão comunicada por Custódio Castro de deixar o comando técnico da equipa do Braga. Esta posição inamovível do nosso treinador coloca um desafio acrescido ao clube para a fase final da temporada, mas é reflexo de um ambiente de contrariedade que em grande parte é provocado por erros externos que não são admissíveis nem desculpáveis", pode ler-se num comunicado

Custódio tinha sucedido a Rúben Amorim no comando técnico do Sp. Braga em março, após a saída do treinador para o Sporting e, em seis jogos, somou duas vitórias, um empate e três derrotas. A última dessas derrotas ocorreu na noite de terça-feira, por 4-3, no terreno do Rio Ave.

Aos 37 anos, o antigo internacional português estava pela primeira vez ao leme de uma equipa principal. Era o terceiro treinador a orientar os 'arsenalistas' esta temporada, depois de Amorim ter já sucedido a Ricardo Sá Pinto no final de 2019.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.