Benfica, Sporting, FC Porto e mais sete clubes foram reconhecidos como entidades formadoras pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e podem a partir de agora celebrar contratos de formação desportiva, revelou hoje o organismo.

Após uma “avaliação exaustiva”, além dos ‘três grandes’, Marítimo, Nacional da Madeira, Rio Ave, Sporting de Braga, Estoril-Praia, Belenenses e Vitória de Guimarães também foram reconhecidos pelo organismo que rege o futebol luso, num processo que teve um total de 37 candidatos.

“A FPF encara a Certificação de Entidades Formadoras como um instrumento vital no processo de desenvolvimento do jogador português e um reforço qualitativo do trabalho desenvolvido pelos nossos clubes. O vosso sucesso é o nosso sucesso”, disse o presidente Fernando Gomes, durante a entrega dos certificados que decorreu hoje na Cidade do Futebol, em Oeiras.

Apenas os 10 clubes certificados podem celebrar contratos de formação desportiva, enquanto os restantes 27, por não terem cumprido integralmente todos os critérios exigidos no regulamento e manual de certificação, continuam na presente época em processo de certificação.

“Esta é uma forma de elevar a qualificação do processo de formação do jovem jogador de futebol em Portugal”, acrescentou Fernando Gomes.

O processo de Certificação de Entidades Formadoras, que arrancou em 2015, veio permitir à FPF cobrir um vazio legal e proteger os clubes no que à validade dos contratos de formação desportiva.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.