Pinto da Costa concedeu uma longa entrevista à TVI na qual abordou vários temas, desde a saída de Alex Telles, a ausência de público nos estádios, as relações com o Benfica e o 'fair-play' financeiro.

Frases marcantes da entrevista de Pinto da Costa:

[Sobre o futuro] - "Nunca penso no que falta fazer. Acho que no FC Porto há sempre coisas para fazer."

[Último mandato?] - "Nunca digas nunca. Nem vou dizer que é o último, nem que não é."

[Contas] - "A nós não nos chega nada, só nos suga."

[Saída de Alex Telles] - "Nunca fico satisfeito quando sai um bom jogador. Mas manter um jogador que assume publicamente perante mim que quer sair, não pode ficar."

[Lucas Veríssimo] - "Lucas Veríssimo não veio porque o FC Porto não quis. Se quiséssemos era nosso, não quisemos."

[Rui Pinto] - "Se o Rui Pinto for considerado um herói, espero que o nosso funcionário, que foi condenado por revelar conteúdos dos emails, também seja considerado herói.”

[Apito Dourado] - "Mas uma suspeita é uma mancha negra?"

[Inimigos] - "Quem não tem inimigos é porque está na terceira ou quarta divisão."

[Eleições do Benfica] - "Parece que foi o Luís Filipe Vieira que escolheu os candidatos. Qualquer indivíduo que queira ser presidente do Benfica mete na cabeça que a primeira coisa que tem de dizer é mal de mim."

[Sucessão] - "FC Porto não é uma monarquia. Se fosse teria de preparar o meu filho."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.