A direção da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) vai respeitar a decisão da assembleia geral de sábado, na qual serão votados, entre outros pontos, o regresso ao sorteio dos árbitros, disse hoje à agência Lusa fonte do organismo.

“A decisão da assembleia é soberana, os 84 delegados decidirão livremente, em respeito com os estatutos, regulamentos e a lei. A direção da FPF executará o que for deliberado pelos sócios”, disse a mesma fonte.

A 29 de junho, a maioria dos clubes representados na assembleia geral da Liga Portuguesa de Futebol Profissional aprovou o regresso do sorteio dos árbitros, nos encontros das competições profissionais, através de um sorteio condicionado pela obrigatoriedade de apenas os internacionais dirigirem os jogos considerados de maior dificuldade.

A Liga pediu a marcação de uma assembleia geral da FPF com urgência, para ratificação deste ponto e de outras alterações aos regulamentos de arbitragem e disciplina propostos, tendo o presidente da mesa, José Luís Arnaut, convocado a reunião magna para sábado.

O Conselho de Arbitragem da FPF, responsável pela nomeação, já se mostrou contra esta possibilidade, assim como em relação a outra das alterações, dizendo ser “inconcebível a proposta de os clubes poderem interferir diretamente na classificação dos árbitros, em resultado da denúncia das suas atuações”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.