A Doyen Sports Investiment vai apresentar uma ação civil, nos tribunais portugueses, contra Bruno de Carvalho por difamação e danos morais. Em causa estão as entrevistas dadas pelo presidente do Sporting onde falou do fundo e da mudança de Marcos Rojo para o Manchester United.

Os representantes do fundo estiveram a estudar todo o processo e também moverão uma ação no Tribunal Arbitral do Desporto (TAS), em Lausanne, na Suíça, contra o clube, devido à rescisão de contrato promovida nos casos de Zakaria Labyad e Marcos Rojo.

A Dyen não considera válida a rescisão contratual promovida pelo Sporting, reclamando ainda o direito a 75% do valor da transferência dos 25 milhões de euros (valor que atribuem à operação) pagos pelo Manchester United ao Sporting pelo defesa argentino. No entanto, o fundo de investimento não pretende que os dois processos decorram em simultâneo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.