Meireles, aos 16 minutos, abriu a contagem, Alvaro Pereira e Falcao, depois da meia hora, dilataram a vantagem, com Varela a oferecer dois dos golos dos “dragões” e a fazer estragos no lado esquerdo.

O FC Porto entrou melhor e desde cedo mostrou ser dono e senhor de um jogo que está obrigado a ganhar para não ficar arredado da luta pelo título. O Sporting de Braga apenas na sequência de um livre directo de Hugo Viana e numa jogada entre Mossoró e Alan assustou Helton, que tem tido uma noite tranquila.

O FC Porto logo aos três minutos pôs Eduardo de sentinela, com um cabeceamento de Falcao a passar muito perto. Aos 10’, Varela cruzou rasteiro, mas a defensiva minhota, atenta, cortou antes de a bola chegar novamente ao colombiano.

Aos 16 minutos e depois de ameaçar, o FC Porto colocou-se em vantagem: Varela rápido na esquerda cruzou rasteiro e Raul Meireles, dentro da pequena área, só teve que empurrar.

Após a meia hora de jogo, duas grandes oportunidades para o FC Porto dilatar a vantagem: Mariano remata de fora da área, a bola embate num defesa do Braga e quase engana Eduardo, que defende no limite. No mesmo minuto, Ruben Micael cruzou, a bola embateu novamente num homem do Braga, mas Falcao não conseguiu dar o melhor seguimento ao lance.

Como quem “arrisca petisca”, Alvaro Pereira, ao minuto 35, a meio do meio-campo parou a bola e rematou colocado ao canto inferior direito, sem hipótese para o guardião minhoto. Dois minuto depois, Varela, rei e senhor do lado esquerdo, cruzou para a grande área e Falcao encostou para o terceiro dos portistas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.