O FC Porto venceu este sábado a Académica de Coimbra por 1-2 em jogo a contar para a 31ª jornada e garantiu a segunda vitória consecutiva antes de receber na próxima jornada o Sporting no último 'clássico' da temporada. A Académica de Coimbra abriu o marcador com um livre direto de Pedro Nuno, mas um golo de Rúben Neves antes do intervalo e um golo de Brahimi no segundo tempo permitiram à equipa de José Peseiro a reviravolta no marcador.

Depois da vitória categórica no Estádio do Dragão sobre o Nacional da Madeira por 4-0 na jornada anterior, o FC Porto tenha o desafio de vencer em Coimbra no dia da tomada de posse do 14º mandato de Pinto da Costa como presidente portista. No onze inicial, José Peseiro apostou em Helton na baliza e na frente de ataque a aposta do técnico portista foi para Sérgio Oliveira.

Como seria de esperar, o FC Porto começou o jogo ao ataque. Logo no primeiro minuto, Rúben Neves tentou o golo com um remate de longe após um mau alívio da defensiva da Académica, mas o esférico acabou por 'morrer' nas mãos de Pedro Trigueira.

Aos 10 minutos, Maxi Pereira subiu até à grande área contrária e conseguiu mesmo furar a muralha adversária, mas o remate do lateral uruguaio acabou por sair fraco e à figura do guarda-redes da Académica. O domínio do FC Porto acentuava-se e Varela aos 18 minutos desperdiçou uma ocasião soberana para fazer o golo inaugural. O extremo português chegou atrasado a um cruzamento no lado direito de Herrera, e a bola acabou por perder-se.

E como quem não marca sofre, a Académica Coimbra conseguiu chegar ao golo inaugural na primeira ocasião de golo no jogo. Aos 25 minutos, Maxi Pereira fez falta à entrada da área e na conversão do livre direto Pedro Nuno rematou ao ângulo da baliza de Helton para o 1-0.

O golo não abalou a moral da equipa portista, que minutos depois conseguiu empatar por intermédio de Rúben Neves. Aos 37 minutos, um mau alívio na área da Académica de Coimbra na sequência de um pontapé de canto permitiu ao médio portista um grande remate de fora da grande área para o 1-1. O guarda-redes da Académica não teve hipóteses num dos melhores golo do campeonato.

Depois de uma primeira parte sem grande ocasiões de golo, o segundo tempo começou sem alterações em ambas equipas. Aos 52 minutos uma jogada de Maxi Pereira no lado direito permitiu o remate na zona central a Sérgio Oliveira, mas o esférico acabou por sair ao lado do poste esquerdo.

Aos 58 minutos, José Peseiro lançou no jogo Brahimi e André André para a saída de Varela e Sérgio Oliveira. E na primeira vez que o internacional argelino tocou na bola, o FC Porto deu a cambalhota no marcador. Brahimi tentou um cruzamento para o coração da área e o esférico acabou por ser desviado por Hugo Seco para o fundo da baliza.

O FC Porto colocava-se assim pela primeira vez na frente do marcador, e até ao final acabou por sofrer alguns 'calafrios' provocados pela equipa da Académica de Coimbra. Pedro Nuno ainda teve nos pés o empate aos 81 minutos, mas o jogo acabou por terminar com a vantagem do FC Porto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.