O Sporting está a ter uma temporada que depressa vai querer esquecer. É um pouco como a Lei de Murphy: Qualquer coisa que possa correr mal, vai correr com certeza.

Saltou-se de treinador em treinador, mudou-se o presidente, houve uma revolução da juventude na equipa, e uma oscilação de resultados nada comum na vida dos leões.

O antigo jogador André Cruz viveu uma fase gloriosa do clube, tendo conquistado dois títulos de campeão (1999/00 e 2001/02). Hoje olha para o Sporting com a tristeza de um adepto que acompanha à distancia esta situação.

«É lamentável para um clube como o Sporting. É difícil para quem já viveu momentos de alegria no clube, para quem já foi campeão, para quem conhece o clube, vê-lo numa situação destas.  É muito triste», começou por dizer ao SAPO Desporto.

Há alguns meses, quando esteve em Portugal, assistiu a um jogo da equipa B. Gostou de tal forma daquilo que viu, que disse ao seu amigo Vidigal não perceber porque é que aqueles jovens não tinham uma oportunidade.

«Eu quando tive com o Vidigal em Portugal, há alguns meses, disse-lhe: “Tem coisas erradas aqui. Nós temos uma equipa B, que eu vi jogar, que tem bons jogadores. Não é possível que nenhum jogador da equipa B possa vir a trabalhar com a primeira equipa. Esse é o trabalho da formação: revelar jogadores”».

Depois desta análise, chegou mais tarde Jesualdo Ferreira. Um técnico que fez precisamente esse trabalho, deixando de lado alguns nomes pesados, da equipa principal, e promoveu os jovens leões. Um trabalho que o antigo defesa central enaltece.

«A partir do momento em que o Jesualdo Ferreira chegou ao clube, este tomou um outro rumo. É uma pessoa experiente, com capacidade e com uma mentalidade vencedora. Ele conseguiu colocar a equipa nos eixos e afastou-a da zona de despromoção, porque num determinado momento falou-se dessa possibilidade. Ainda bem que isso aconteceu», atirou.

A verdade é que a duas jornadas do fim a conquista de um lugar europeu é cada vez mais uma miragem. O Sporting não depende de si e as contas necessárias para alcançar esse objetivo são difíceis de fazer. Para o antigo jogador brasileiro, isso será obviamente muito mau para o clube, mas lembra que agora é tempo de pensar no futuro a médio/longo prazo para que isto não se volte a repetir.

«Um clube como o Sporting ficar fora de uma competição europeia é algo muito mau, mas a situação é essa. Agora é um momento de muito trabalho, por parte de todos. Tirar informações de jogadores, contratar aqueles que se sabe que vão chegar e jogar no Sporting como este clube merece. É um trabalho muito difícil e pode levar algum tempo já que o Sporting passa por um momento financeiro adverso. Você tem que fazer um trabalho muito bom com pessoas de extrema confiança do clube para poder formar uma equipa forte com jogadores menos conhecidos mas de qualidade», frisou.

André Cruz esteve dois anos e meio em Alvalade, tendo chegado a meio da época 1999/00. Ficou conhecido pela sua classe no centro da defesa e pelos golos que marcava de livre.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.