Em comunicado, o clube vimaranense deu a sua versão sobre a polémica dos bilhetes para o jogo de segunda-feira, da 26ª jornada da Liga de futebol entre as duas equipas, marcado para segunda-feira, em Braga.

Emílio Macedo da Silva lembrou que em Novembro do ano passado, aquando do jogo entre os clubes na primeira volta do campeonato, «ficou acordado entre os residentes que os preços e quantidades dos bilhetes a disponibilizar para ambos os jogos a disputar entre os respectivos clubes no campeonato seriam iguais».

«Esse acordo foi celebrado tendo como único princípio a garantia de tratamento recíproco entre ambas as instituições no âmbito exclusivo da venda de bilhetes. O Vitória, como é seu hábito, honrou o compromisso, disponibilizando ao Sporting de Braga, nessa altura, 1778 ingressos a 10 euros e 2222 a 20 euros», recorda.

Por isso, o dirigente máximo dos vimaranenses «constata» que, mesmo depois de «várias diligências e contactos pessoais» com António Salvador, o clube bracarense «não cumpriu com a sua palavra, ficando demonstrado assim que a palavra do presidente do Sporting de Braga é escrita a lápis que se apaga com uma borracha».

Considerando o facto «grave», Macedo da Silva receia que possa contribuir para o «adensamento das rivalidades existentes entre os clubes» e «traduzir em consequências indesejáveis para todos».

«Esta atitude é própria de quem não honra a palavra. Da nossa parte sempre diremos que tão ilustre instituição, com a elevada responsabilidade de representar a cidade de Braga, merecia um representante mais digno. Honrar os compromissos é própria das pessoas de bem. O contrário é próprio de outro tipo de gente», concluiu.

O Sporting de Braga reagiu em Kiev, onde quinta-feira defronta o Dínamo local, na primeira mão dos quartos de final da Liga Europa.

«O Vitória de Guimarães não solicitou em tempo útil os bilhetes, mas ainda assim, e apesar disso, o presidente António Salvador tomou a iniciativa de falar com o presidente do Vitória a disponibilizar 1500 bilhetes a 22 euros», revelou o director de comunicação dos bracarenses.

Segundo a mesma fonte, a lotação do Estádio Municipal de Braga está já esgotada, com 28.500 bilhetes distribuídos aos sócios do Sporting de Braga. A SAD bracarense estipulou para este jogo que cada associado tinha entrada gratuita e podia levantar ainda mais três ingressos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.