A primeira parte foi bastante viva e emotiva, altura em que se marcaram os dois golos, enquanto a segunda foi fraca e sem grandes motivos de interesse.

Os "estudantes" entraram determinados a resolver desde cedo a partida e criaram boas situações, mas foi o Olhanense a se adiantar, aos 22 minutos, por intermédio de Djalmir.

O golo despertou os forasteiros, mas foi a Académica quem aproveitou para marcar, quando, aos 31 minutos, Tiero converteu uma grande penalidade, a castigar um derrube de Vouho.

Na segunda parte, ao contrário dos primeiros 45 minutos, o jogo entrou numa fase muito fraca e mais parecia um jogo treino, com as duas equipas a "gerirem" um resultado que lhes parecia agradar.

A Académica viu-se privada do médio Tiero, aos 66 minutos, na sequência de uma entrada dura sobre Carlos Fernandes. O árbitro expulsou o ganês, obrigando André Villas-Boas a mexer na equipa, saindo o avançado Lito para dar lugar ao médio ofensivo Cris.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.