O nulo que se verificava ao intervalo já penalizava a falta de eficácia das duas equipas, não obstante alguns períodos de bom futebol proporcionados aos cerca de 4000 espectadores que se deslocaram ao estádio do Bonfim.

O Vitória de Setúbal, a jogar em casa, foi a equipa mais ofensiva e a que construiu mais e melhores oportunidades de golo na etapa inicial, com destaque para um cruzamento de Miguelito, aos 43 minutos, a que Ney correspondeu com um cabeceamento de belo efeito, mas com a bola a sair ao lado da baliza de Rui Rego.

Cláudio Pitbull e Miguelito também levaram algum perigo à baliza do Beira-Mar nos primeiros 45 minutos, mas sem conseguirem ultrapassar o guarda-redes aveirense.

O Beira-Mar respondeu com jogadas de contra-ataque rápido que também poderiam ter surpreendido a equipa sadina.

Aos 18 minutos, Artur proporcionou uma boa defesa a Diego, e pouco depois foi Djamal a fazer passar a bola muito perto da baliza de Diego, na transformação de um livre.

Na etapa complementar, o Beira-Mar foi a primeira equipa a criar perigo no Bonfim, com Wilson Eduardo a ganhar em velocidade a dois adversários, mas a tropeçar e a cair quando já estava isolado e em boas condições de inaugurar o marcador.

O Vitória de Setúbal respondeu de imediato com Ney a fazer um excelente cruzamento e a oferecer o golo a Miguelito, mas o remate saiu às malhas laterais.
Num jogo com alguns períodos de parada e resposta, Rui Varela também fez questão de revelar a mesma falta de eficácia ao rematar fraco e à figura de Diego, num lance em que apareceu praticamente isolado, embora ligeiramente descaído sobre o flanco esquerdo do ataque aveirense.

Nos últimos minutos de jogo José Pedro ainda proporcionou uma boa defesa ao guarda-redes Rui Rego, após uma jogada individual, mas foram do Beira-Mar as últimas oportunidades de golo, com Wilson Eduardo e Kanu a revelarem-se, uma vez mais, demasiado perdulários.

O empate registado no final da partida acaba por ser um resultado justo, mas mais penalizador para o Vitória de Setúbal, que assim desperdiça quatro pontos em casa em duas jornadas consecutivas.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.