O FC Porto venceu, este domingo, a Académica de Coimbra por 2-1, em jogo da nona jornada da I Liga, disputado no Estádio do Dragão. James (50’) e Moutinho (62’) marcaram os golos da vitória portista, onde Wilson Eduardo (79’) ainda assustou os azuis e brancos.
A formação orientada por Vítor Pereira recebia a última equipa que tinha marcado um golo no Estádio do Dragão. A 10 de março deste ano, Edinho, que não jogou esta noite devido a castigo, apontou o golo que deu o empate aos Estudantes. Esta noite, a formação de Coimbra voltou a fazer a "gracinha".
Face ao último desafio dos Dragões, no empate a zero em Kiev, a contar para a quarta jornada do Grupo A da Liga dos Campeões, Vítor Pereira repetiu a equipa titular que utilizou na capital ucraniana. Com Helton na baliza; Mangala, Otamendi, Abdoulaye e Danilo na defesa; Lucho, Moutinho e Defour no meio-campo; Varela, James e Jackson na frente.
Tal como esperado, a primeira parte não trouxe grandes momentos de surpresa. O FC Porto pegou, como sempre, nas rédeas do encontro e partiu para cima da Académica. Apesar de terem conseguido “desembrulhar” grandes jogadas durante a primeira parte, os jogadores do FC Porto estavam menos inspirados que habitualmente. Nota para a tentativa de chapéu por parte de Jackson Martínez logo aos oito minutos. O avançado colombiano voltou, aos 31 minutos, a assustar a baliza de Ricardo.
Os bicampeões nacionais dominavam a partida, enquanto a equipa de Pedro Emanuel tentava sair em contra-ataque, sem conseguir impor-se na frente de ataque.
No segundo tempo, o FC Porto voltou a entrar com a mesma força mas, ao contrário do sucedido nos primeiros 45 minutos, os bicampeões nacionais encontraram o caminho para o golo.  Aos 50 minutos, James Rodríguez aproveitou uma recuperação de bola de Varela e percorreu o corredor direito em velocidade, atirando certeiro para o fundo da baliza da Académica, levando os 32 mil espectadores ao delírio no Dragão.
Mais confiantes com o golo marcado, o FC Porto não tardou em marcar o segundo. João Moutinho, peça fundamental no meio-campo portista, já há muito procurava o golo e, aos 62 minutos, fê-lo com a maestria que lhe é reconhecida. Colocado atrás da linha da grande área, o médio internacional do FC Porto sentiu-se confiante, encheu o pé e rematou, sem muita força mas colocado, em direção à baliza. Estava feito o segundo do Dragão. 
Aos 76 minutos, Jackson Martínez teve muito perto de fazer de fazer o terceiro golo, mas o guarda-redes português da Académica impediu a intenção do colombiano, que ficou em branco neste encontro.
A Académica não se dava por derrotada e foi à procura do golo de honra. Aos 79 minutos, Wilson Eduardo, emprestado pelo Sporting à Académica e autor dos dois golos dos Estudantes contra o Atlético de Madrid na última partida da Liga Europa, ainda deu esperança ao marcar o golo que permitiu reduzir a desvantagem, mas os Dragões mantiveram-se serenos e concentrados até ao apito final.
Se o Benfica vencer, daqui a pouco, o Rio Ave em Vila do Conde volta a igualar o FC Porto na frente da tabela.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.