Luciano Gonçalves, presidente da APAF, voltou a abordar a implementação do vídeoárbitro nos jogos da Primeira Liga em 2017/2018. Em entrevista ao jornal Record, o dirigente disse esperar uma "mudança de mentalidade" por parte dos agentes desportivos e que as críticas aos árbitros "não se virem", agora, para o vídeoárbitro.

"É preciso uma mudança de mentalidade juntamente com o vídeoárbitro, ou os problemas vão continuar a existir. Se existirem, ficará mais uma vez provado que é por má vontade de alguns agentes que põem tudo em causa (...) Esperemos que o ruído não se vire agora para o vídeo-árbitro", defendeu Luciano Gonçalves.

O líder da APAF esclareceu ainda o pedido de bilhetes para um jogo do Benfica na Luz, salientando que o mesmo foi feito em nome do Centro Recreativo de Alcanadas, onde faz parte da mesa da Assembleia Geral.

"Não vi, nem vejo agora, qualquer maldade em relação a essa questão. Na semana antes, tinha feito o mesmo para o Teatro Politeama e em fevereiro para o Jardim Zoológico. É uma coletividade onde eu, de dois em dois meses, vou fazer um serviço de bar. Agora, tendo em conta o momento que estamos a viver e a forma como há quem aproveite estas situações, se calhar teria sido muito mais sensato não o ter feito. Se calhar, até por uma defesa minha ou dos meus associados. Mas, volto a dizer, apenas porque existe esta mentalidade que não interessa ao futebol", referiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.