Jorge Jesus fez a antevisão da partida com a Académica deste sábado em Alvalade. O técnico disse em conferência de imprensa que a estratégia da equipa passa por abrir a defesa dos “estudantes” para assim poder marcar golos.

“O que muda é o nome do adversário, é normal que a Académica tenha aspirações, nós vamos encontrar uma equipa que vai fazer o seu trabalho. Vamos tentar ganhar os espaços para que a equipa possa jogar dentro da ideia de jogo que tem. Espero que ataque muito, mas bem. Esperamos ter a capacidade para abrir a defesa da Académica e ganhar que é o objetivo”.

Depois do Sporting ter perdido pontos com equipas que estão numa zona perigosa da classificação, como o Tondela ou o Boavista, o timoneiro dos “leões” diz que não há uma justificação clara, no entanto, adiantou que do ponto de vista prático, as equipas teoricamente inferiores são as mais difíceis de defrontar.

“Não há uma certeza total, se a gente olhar para os jogos, e se qualificarmos as equipas pela tabela, é mais difícil jogar com aquelas que vão em primeiro, mas na prática isso não é a realidade".

Jesus também não abriu o jogo e não revelou a forma de combater as equipas que jogam mais fechadas. Qual é a dificuldade do ponto de vista tático? Também não vou dizer aqui qual é a ideia”, finalizou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.