"O fair play é uma treta". Palavras célebres de Jorge Jesus, proferidas quando ainda era treinador do Belenenses, em 2007, curiosamente na conferência de imprensa de antevisão de um encontro com o Benfica.

"O fair-play é tudo uma treta. Quando há situações, os árbitros têm de parar o jogo e não devem ser os jogadores a mandar a bola para fora", disse na altura o agora técnico das 'águias'. Ora, segundo o jornal 'Record', depois das críticas dos 'encarnados' ao elevado número de infrações cometidas pelo Boavista no último embate entre as duas equipas, Jorge Jesus terá tomado a decisão de dar indicações à equipa para deixar de cumprir os tradicionais gestos de fair play.

Benfica critica "condescendência" da arbitragem no Bessa
Benfica critica "condescendência" da arbitragem no Bessa
Ver artigo

Significa isto, de acordo com o 'Record', que os jogadores do Benfica deixarão de devolver a bola ao adversário depois de uma interrupção do jogo para assistência a um jogador, ou não enviarão mais a bola para fora para que um adversário seja assistido, deixando que seja o árbitro a tomar a decisão de interromper ou não a partida.

O mesmo jornal acrescenta que esta nova 'regra' apenas será quebrada por indicação de Jesus, caso o encontro esteja a decorrer de acordo com o que o técnico considere normal. O objetivo, termina o 'Record', é o de travar estratégias de quebra constante do ritmo das partidas, com faltas persistentes ou lesões simuladas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.