O FC Porto venceu o Marítimo por 1-0 e salta para a liderança isolada do campeonato com mais dois pontos que o Benfica, que horas antes empatou em Portimão. Tecatito Corona, aos seis minutos, fez o golo que deu os três preciosos pontos aos 'dragões'.

A equipa de Sérgio Conceição entrava em campo a saber já o que tinha acabado de acontecer a 443 km da Cidade Invicta, com o Benfica a empatar em Portimão e a abrir caminho para uma liderança isolada do campeonato com dois pontos de vantagem sobre as 'águias'.

O FC Porto voltou a contar com Alex Telles, que cumpriu castigo frente ao Famalicão e Sérgio Conceição tirou Soares e promoveu Zé Luís à titularidade - o cabo-verdiano não era titular em jogos da I Liga desde a 21.ª jornada. Otávio ficou de fora por acumulação de amarelos.

Com via aberta para a liderança, o FC Porto começou desde cedo a apontar miras à baliza da equipa madeirense e colocou-se a vencer ainda antes do relógio marcar os primeiros 10 minutos.

Aos seis minutos, após lançamento de linha lateral, a bola pinga dentro da grande área e Corona, com um remate à meia volta, fez um golaço de levantar o estádio... se ele não tivesse de estar vazio.

O Marítimo cresceu após o golo e esteve perto do empate logo no minuto seguinte ao golo, com Daizen a ultrapassar Pepe e a tentar o chapéu que bateu na barra da baliza de Marchesín. Aos 17', Daizen, de novo, tentou desviar um cruzamento tenso para o fundo das redes, mas atirou ao lado.

O FC Porto respondeu aos 23 minutos e Sérgio Oliveira, com um forte cabeceamento, obrigou Charles a uma defesa a dois tempos. Minutos depois foi a vez do Marítimo obrigar Marchesín a mostrar serviço, após cabeceamento de Tagueu.

A equipa maritimista viu-se obrigada a mexer aos 36 minutos, depois de lesão de Rúben Ferreira. José Gomes fez entrar Xadas para o lugar do lesionado.

Ainda antes do apito de regresso aos balneários, Sérgio Oliveira, com um tiro, tentou alargar a vantagem antes do intervalo, mas Charles impediu o 2-0.

Os dragões chegavam ao intervalo em vantagem graças, principalmente, à eficácia 'azul-e-branca'. O Marítimo contou com várias oportunidades de perigo e poderia ter ido para os balneários com um empate.

A equipa de José Gomes regressou dos balneários e o técnico mexeu no 'xadrez' de jogo, com a saída do amarelado Diego Moreno, para a entrrada de Vukovic, gastando a segunda substituição das cinco a que a partir desta jornada as equipas da Primeira Liga passaram a contar nos jogos da retoma.

A equipa da casa continuava com o mesmo onze há 45 minutos e entrou nos segundos à procura do segundo golo. Luis Díaz , aproveitando uma oferta de Bebeto, rematou colocado mas com pouca força, o que permitiu a defesa de Charles. A equipa de Sérgio Conceição mostrava-se melhor no segundo tempo, mantendo a equipa madeirense no seu meio campo e fazendo circular o esférico.

Com o jogo controlado, apesar do resultado perigoso, o técnico do FC Porto promoveu a primeira mexida na equipa aos 72 minutos, com a saída de Marega e a entrada do jovem Fábio Vieira, em estreia absoluta pela equipa principal dos dragões.

Aos 77 minutos, José Gomes gastou as cinco substituições, com as entradas de Edgar Costa e Milson (em estreia na equipa principal do Marítimo) para renderem Franck Bambock e Nanú. Trocas que colocaram o emblema visitante com mais um avançado no terreno de jogo.

O jogo estava morno e Sérgio Conceição preparava-se para fazer estrear João Mário na equipa principal do FC Porto, mas aos 85' a intenção do 'batismo' do jovem 'azul-e-branco' sofreu um forte revés. Alex Telles, que já tinha visto um amarelo aos 61', viu Tiago Martins mostrar-lhe o segundo aos 85 minutos, colocando o brasileiro de fora da próxima jornada e o FC Porto com menos um a cinco minutos dos 90'.Para recompor a defesa, Diogo Leite entrou em campo para a saída de Sérgio Oliveira.

Mesmo com menos um, o FC Porto esteve muito perto do 2-0 aos 90' pelo estreante Fábio Vieira que esbarrou na defesa de Charles e aos 90+1 quando Soares viu Nanú a limpar a bola em cima da linha da baliza.

O FC Porto regressou às vitórias depois de dois jogos sem vencer na I Liga e regressa à liderança isolada do campeonato.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.