Fernando Seara, vereador da Câmara Municipal de Lisboa mostrou-se satisfeito com a homenagem ao amigo Eusébio da Silva Ferreira.

“Quando os grandes amigos são reconhecidos e imortalizados ficamos contentes, este momento é de felicidade”.

Conhecido adepto benfiquista recordou algumas histórias que viveu com o Pantera Negra.

“Uma dia fomos aos Açores, a certa altura houve um pandemónio porque toda a gente queria os autógrafos do Eusébio”.

Sobre o facto de Eusébio ter sido o primeiro desportista a ser transladado para o Panteão, o comentador desportivo reconheceu que o ato foi de inteira justiça.

“É o reconhecimento que o desporto é um elemento de agregação e afirmação”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.