"Nós libertámos o Cristiano até domingo para ele tratar do seu futuro, mas, oficialmente, ainda ninguém nos disse nada. O que sabemos sobre um eventual ingresso no PAOK é o que vem escrito na comunicação social", disse à agência Lusa o dirigente, negando a existência de qualquer contacto.

O avançado brasileiro, de 26 anos, encontra-se na Grécia com o seu representante, Nelson Almeida, tudo apontando para que venha a tornar-se reforço do PAOK Salónica, equipa treinada pelo português Fernando Santos.

A oficialização do acordo entre Cristiano e o PAOK terá de ter o aval do Paços de Ferreira, com quem o atleta termina contrato no final da época. O valor da rescisão do contrato está fixado em um milhão de euros, mas é mais provável que os pacenses venham a receber uma indemnização simbólica.

"Temos de ser sempre ressarcidos pela saída do atleta, mas serão valores simbólicos, tendo em conta os últimos acontecimentos e, sobretudo, por ele estar em final de contrato", sublinhou Fernando Sequeira.

O avançado brasileiro, após vários desentendimentos e processos disciplinares, solicitou esta semana dispensa ao clube nortenho para tratar do seu futuro, tendo viajado para a Grécia, onde deverá continuar a sua carreira, após quase cinco épocas no Paços de Ferreira.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.