A FIFA organizou esta semana um seminário de árbitros de elite com a participação de 17 árbitros masculinos, entre eles o português Soares Dias, e nove femininos de 20 países europeus e uma equipa de instrutores do organismo.

O seminário, que terminou hoje e contou com as presenças de Pierluigi Colina, presidente do comité de árbitros da FIFA e Máximo Busacca, diretor de arbitragem, incluiu aulas teóricas em sala de aula, bem como sessões de preparação física e exercícios práticos em campo, nos quais os 26 árbitros foram confrontados com situações de jogo recriadas por jogadores escolhidos para esse efeito e receberam retorno direto dos instrutores em tempo real sobre seu posicionamento e sobre as suas decisões.

As sessões teóricas abrangeram áreas como a leitura de jogo, condição física e saúde e a ideia de juntar árbitros e árbitras numa preparação conjunta constitui para a FIFA mais um passo em direção ao principal objetivo de alcançar uniformidade nos jogos oficiais de alto nível.

“Os desempenhos dos árbitros, especialmente nas sessões práticas em campo, proporcionam-lhes a oportunidade de treinar diferentes áreas e adquirir experiência que usarão depois nos jogos”, referiu Colina, a propósito do seminário em Lisboa.

Por seu lado, Massimo Busacca também traçou um balanço positivo da iniciativa: “Se treinamos, observamos situações e as analisamos juntas, homens e mulheres, obteremos as mesmas respostas para cada problema e alcançaremos a uniformidade e a consistência de que precisamos nas competições da FIFA”.

De referir que Artur Soares Dias, árbitro nomeado para dirigir o FC Porto-Benfica, no sábado, foi o único português a participar nesta ação de formação da FIFA para a elite de arbitragem europeia, que decorreu numa unidade hoteleira e na Cidade do Futebol, em Oeiras.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.