Declarações de Filipe Martins, treinador do Casa Pia, à Sport TV, após a derrota diante do FC Porto (2-1), no Estádio do Dragão, da 32.ª jornada da I Liga.

Análise ao jogo: "Acho que fomos muito competentes no jogo que fizemos hoje, com apenas uma diferença. Na primeira parte com muito mais disponibilidade física para sair em transições. Foi pena termos ficado logo com uma substituição a menos porque sabíamos que ia ser um jogo de muito desgaste e isso retirou-nos uma substituição que sabíamos que ao longo do jogo podia ser necessário. Acho que demos uma amostra de organização e de quem quis vir jogar o jogo pelo jogo, não nos remetendo à defesa."

Derrota nos descontos: "O futebol é jogado até aos últimos segundos. Na última semana estávamos a ganhar ao Portimonense e acabámos por empatar aos 90+6. O FC Porto teve o mérito de dar tudo, nós também demos tudo. Sabíamos que o FC Porto tinha de dar a vida para não perder o campeonato. Isso valoriza o que fizemos aqui."

Tensão entre os bancos: "É futebol. Têm de perceber que as pessoas quando estão num campo de futebol, os batimentos cardíacos... é exacerbado. É normal que se cometam excessos, depois conseguem ou não gerir as emoções da melhor forma. Não é por aí. Quero focar-me no jogo. Não vamos dar importância ao episódio."

Abraço a Sérgio Conceição depois da confusão: "Não vamos fazer disto um caso. Foi uma situação que aconteceu e nos fim as pessoas reconheceram que não estiveram bem. Tento sempre manter a minha estabilidade emocional As emoções estão à flor de pele. Sei o que me disse o míster Conceição, fica entre mim e ele. Ambos os bancos tiveram culpa. Toda a gente se excedeu. Também acho que não foi uma coisa do outro mundo."

Declarações de Leonardo Lelo, lateral esquerdo do Casa Pia, à Sport TV, após a derrota diante do FC Porto (2-1), no Estádio do Dragão, da 32.ª jornada da I Liga.

Derrota nos descontos: "É frustrante, mas há que realçar o grupo, fizemos um grande jogo, não nos podem apontar nada."

Segunda parte: "Tivemos de sofrer um pouco, estávamos a ganhar 1-0 ao intervalo e sabíamos que o FC Porto vinha com tudo na segunda parte à procura de virar o resultado. Tentámos ser fortes e resistimos até o que conseguimos. Não se pode apontar nada a esta equipa, trabalhamos com tudo o que tínhamos, infelizmente saímos daqui com um resultado que não queríamos."

Boa imagem: "Sim, ficou visto, não só no jogo de hoje como no resto da temporada, que fomos uma equipa fantástica ao longo de toda a época, não é fácil subir de divisão e fazer o que trabalho que fizemos. Há que realçar tudo isso, esta equipa técnica e grupo fantástico estão de parabéns."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.