Sobre o caso Bruma e a possibilidade de o ainda jogador leonino rumar para um clube rival como Benfica e FC Porto, Bruno de Carvalho, presidente do Sporting, revelou que «cada um age conforme o seu caráter, educação e consoante aquilo que acredita ser o melhor para a indústria do futebol».
«Ao Sporting nestes cinco meses foi-nos oferecido o Oblak e o Atsu e neguei determinantemente, sem sequer qualquer contacto adicional sobre o assunto», disse o líder leonino numa entrevista ao jornal "A Bola".
Ainda sobre Bruma, Bruno de Carvalho explicou que o internacional português não lhe exigiu nada para a renovação.
«O Bruma nada exigiu diretamente, pelo que não sei se as exigências eram dele ou de quem o rodeia. Depende dos dias e das horas. Já disse que várias vezes chegámos a acordo mas depois era sempre alterado. Nunca me foi dito pela outra parte: por determinado valor, o Bruma renova. Foi sempre em regime de leilão, o Sporting dava mais, chegávamos a acordo e depois, afinal… Não me parece que tenha estado em causa o salário do atleta, pois nunca foi feita por parte dos representantes e agentes uma proposta. Em causa estiveram sempre as percentagens de passe e prémios de assinatura para os agentes. Parece-me mais do que óbvio para quem tem estado realmente atento a tudo», revelou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.