Nuno Gomes, que entrou ao minuto 58 para o lugar de Mossoró, precisou apenas de três minutos em campo para fazer o primeiro golo do encontro em Braga, numa altura em que o marcador apresentava um nulo ao minuto 61. O segundo golo dos minhotos teve a autoria de Hélder Barbosa e, já em tempo de desconto, Nuno Gomes marcou o terceiro.

O Sporting de Braga entrou bem em jogo, com duas boas ocasiões de golo nos primeiros quarenta e cinco minutos. A formação orientada por Leonardo Jardim mostrou-se consistente e dinâmica com os passes e cruzamentos a saírem na perfeição mas com algum azar na finalização. Lima foi o jogador mais insistente do primeiro tempo.

Face aos vários problemas com a defesa, nomeadamente no eixo da defesa, entre lesões e condicionamentos, Leonardo Jardim optou por colocar o médio Djamal a central ao lado de Paulo Vinicius. Mas foi o setor ofensivo a fazer-se notar no relvado no Estádio Axa, em Braga, com o bom entendimento entre Hélder Barbosa, Lima e Alan.

O Gil Vicente, que entrou para este encontro com um empate com o Benfica na primeira jornada, uma derrota no Dragão e uma vitória em casa com a Académica, apresentou algumas dificuldades em chegar perto da baliza de Quim, com o meio-campo arsenalista a neutralizar o futebol dos “galos” de Barcelos.

No segundo tempo, a equipa de Braga continuava em bom ritmo mas Leonardo Jardim achou que faltava algo no seu “onze”. Esse algo tem pelo nome de Nuno Gomes. O avançado português precisou apenas de três minutos em campo para desbloquear o marcador do encontro.

Ao minuto 61, após um primeiro remate de Lima, em que o guarda-redes do Gil Vicente não agarrou a bola, Nuno Gomes, na recarga, rematou para o fundo da baliza de Adriano.

O Sporting de Braga continuava claramente a dominar o encontro e por isso chegou facilmente ao segundo golo por intermédio de Hélder Barbosa ao minuto 72. O extremo português isolou-se após passe de Lima e, isolado, perante Adriano, chutou de forma colocada para  ofundo das redes.

Ao minuto 87, o árbitro Rui Costa assinalou grande penalidade a favor do Gil Vicente, depois de Paulo Vinicius ter cortado a bola com a mão na grande área. Na conversão, Cláudio não falhou, reduzindo a desvantagem, mas já nada havia a fazer até ao final do desafio.

Já em tempos de desconto, e com o jogo controlado, Nuno Gomes voltou a mostrar aos adeptos do Sporting de Braga o porquê da sua contratação ao fazer o 3-1, bisando no encontro.

Com esta vitória, o Sporting de Braga segura a terceira posição, com os mesmos pontos do segundo classificado, o Benfica, numa tabela liderada pelo FC Porto.

A equipa de Braga volta a entrar em campo na próxima quinta-feira, em casa do Birmingham, para a primeira jornada da fase de grupos da Liga Europa, prova que bem conhece e onde marcou, na época passada, presença na final em Dublin.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.