Gil Vicente e Olhanense empataram esta sexta-feira a um golo na abertura da quinta jornada da Liga de futebol.

O golo dos algarvios surgiu ao minuto 44 por Wilson Eduardo e os da casa empataram aos 89’, por Cláudio.

No inicio da segunda parte, aos 59’, o equipa de Barcelos poderia ter chegado ao empate, com Luis Carlos a rematar de fora da área ao poste da baliza de Fabiano.

O resultado premeia a maior eficácia do Olhanense e penaliza um Gil Vicente muito perdulário, que só imprimiu velocidade ao encontro na segunda parte, depois de estar a perder, sendo que, a haver uma equipa vencedora, teria que ser o Gil. 

A primeira grande oportunidade desperdiçada pelos gilistas ocorreu aos 20 minutos, quando Laionel, no coração da área, falhou clamorosamente, após assistência de Júnior Caiçara da esquerda. 

Oito minutos depois, Hugo Vieira teve um excelente trabalho individual na direita e o forte remate cruzado saiu apenas um pouco ao lado.

A resposta do Olhanense chegou pouco depois (36): Salvador Agra deixou Daniel nas "covas", centrou e João Gonçalves, vindo de trás, rematou de primeira, obrigando Adriano a uma grande defesa.

O defesa direito emprestado pelo Sporting voltou a rematar com algum perigo logo a seguir (39) e, depois das ameaças, o Olhanense marcou mesmo: muito rápido, Wilson Eduardo surgiu entre os centrais adversários e, de cabeça, aproveitou uma defesa incompleta de Adriano a um remate traiçoeiro de muito longe de Salvador Agra (44).

O Gil Vicente reentrou bem mais rápido na segunda parte, com vontade de anular a desvantagem e, logo aos 48 minutos, Daniel cruzou da direita e Hugo Vieira desviou por cima.

Dois minutos depois, o mesmo Hugo Vieira teve uma perdida incrível, após excelente cruzamento de Laoinel da direita, e, aos 59, o Gil Vicente esteve novamente muito perto de empatar, mas Fabiano fez uma grande defesa, enviando para o poste o remate de Luís Carlos.

Paulo Alves refrescou o ataque com a entrada de Roberto, mas o Gil Vicente foi perdendo gás, só voltando a “acordar” nos últimos 15 minutos.

Aos 80 minutos, devia ter ficado em vantagem numérica – Ismaily derrubou Laionel, fora da área, quando este se isolava -, mas o árbitro Hélder Malheiro “amarelou” o avançado brasileiro (80). 

O Olhanense só defendia e o Gil Vicente empatou, aos 89 minutos: livre de Richard, toque de cabeça de Luís Carlos a encontrar Cláudio sozinho na área e o central a desviar para o fundo das redes.

Salvador Agra ainda rematou com violência, mas à figura de Adirano (90+4) e o empate, que penaliza mais o Gil Vicente, manteve-se.

O Olhanense, com seis pontos, ocupa de forma provisória o sexto lugar, enquanto o Gil Vicente somou cinco pontos e está à condição no 10º lugar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.