A contratação de um guarda-redes e de um defesa central são as prioridades do Marítimo, da I Liga de futebol, face às saídas de Salin e de Roberge, este último para os ingleses do Sunderland.

O clube madeirense não se mostra preocupado e o presidente Carlos Pereira declarou que os reforços que a equipa precisa «já estão contratados», faltando apenas «as respetivas assinaturas».

Por essa mesma razão, o presidente do Marítimo recusa divulgar os nomes e apenas vai dizendo que «o segredo é a alma do negócio», apesar de reconhecer que «brevemente» o clube estará em condições de dar a conhecer as respetivas identidades.

As reuniões entre o líder do clube insular e o técnico Pedro Martins sucedem-se e são praticamente diárias. É que o técnico deseja iniciar a época com todos os jogadores à disposição.

Já Carlos Pereira mostra-se despreocupado e garante que a equipa contará com dois substitutos «à altura» para suprir as vagas deixadas em aberto por Salin e Roberge.

Carlos Pereira não fecha portas a eventuais saídas, mas estas, se acontecerem, obedecem aos critérios do clube, uma vez que os jogadores cobiçados têm contrato.

Sami, Heldon e Suk têm mercado, mas Carlos Pereira só abrirá mão do "trio" caso as propostas satisfaçam as exigências do clube, que voltará na próxima época a lutar por um lugar europeu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.