A recente guerra entre Jorge Jesus e Rui Vitória mereceu comentários da parte de Jaime Pacheco e Toni, técnicos que marcaram presença numa tertúlia sobre futebol no ISMAI, na Maia.

"É lamentável", defendeu Jaime Pacheco. "São dois colegas, dois amigos, e penso que pela posição que ocupam e pelas instituições que representam deviam ter um pouco mais de respeito por si próprios e pela classe de treinador. Acho que isso não favorece de forma alguma a sua profissão, o nome deles, as instituições ou o futebol. estão a passar os limites".

Também Toni condenou os técnicos e recorreu a uma expressão celebrizada por Diácono Remédios, personagem de Herman José: "Ser treinador não é apenas saber de futebol, ou saber de tática. É muito mais do que isso. Penso que há valores e princípios que devemos seguir. Há uma classe que não se revê nestas palavras e nesta troca de galhardetes. Há uma pessoa neste país com muito sentido de humor que dizia 'não havia necessidade'…".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.