O Marítimo marca presença pela 40.ª vez na I Liga portuguesa de futebol a procurar estabilidade e um lugar entre os oito primeiros, com um novo treinador, mas a base do plantel praticamente intacta.

Após ter vivido momentos complicados na última temporada, lutando pela manutenção quase até ao fim do campeonato, o objetivo do clube madeirense para a época 2019/20 é de conseguir espaço no primeiro terço da tabela, contando com seis reforços e a saída de apenas um titular.

O presidente do emblema insular, Carlos Pereira, decidiu mudar o comando técnico, apostando em Nuno Manta, que havia feito toda a carreira até ao momento no Feirense, embora o anterior treinador Petit tenha aparecido no primeiro dia de trabalhos e de ter vincado, em entrevista ao jornal O Jogo, que tem contrato por cumprir, até 2020, e que ia levar o caso para tribunal.

Seis contratações (Léo Andrade também é reforço, mas para a equipa B) foram feitas e algumas prometem ser parte integrante do ‘xadrez’ de Nuno Manta, como o defesa central sérvio Dejan Kerkez, o médio defensivo franco-camaronês Franck Bambock ou o médio criativo brasileiro Jhon Cley, com Erivaldo, Marcelinho e Daizen Maeda também a ter em conta.

Rodrigo Pinho e Lucas Áfrico começaram a pré-temporada sem fazerem parte dos planos, mas mereceram uma oportunidade do novo técnico 'verde rubro' e acabaram por ficar no plantel.

Das quatro saídas registadas, apenas uma se tratou de uma habitual presença no ‘onze’, ainda que tenha sido a do melhor marcador da equipa em 2018/19 (10 golos), o avançado internacional camaronês Joel Tagueu, que regressou aos brasileiros do Cruzeiro, tendo Ricardo Valente, Jean Cléber e Gamboa também deixado o Marítimo.

A base da equipa permanece na Madeira, pelo menos para já, destacando-se as continuidades de Charles, Zainadine, Vukovic, Correa e ainda o capitão Edgar Costa, que renovou contrato que terminava em junho.

Os jogos de pré-época começaram da melhor forma, com triunfos diante das equipas B e sub-23, seguindo-se um estágio de dez dias no Algarve, onde o empate foi frequente (cinco igualdades em sete partidas, além de uma vitória e uma derrota) e, por fim, uma vitória aos espanhóis do Las Palmas (1-0), na apresentação aos sócios.

A estreia oficial do Marítimo foi positiva, ao garantir a presença na fase de grupos da Taça da Liga, após ganhar o Leixões, por 2-1, em Matosinhos.

O arranque do campeonato dos insulares é diante do Sporting, nos Barreiros, marcado para domingo, às 18:30.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.