Os órgãos sociais do Núcleo do Sporting da Assembleia da República consideram que a instauração de um processo disciplinar a Slimani pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol é uma 'afronta ao clube', assim como uma 'aplicação discriminatória das disposições regulamentares'.

Num comunicado emitido pelo Núcleo do Sporting da Assembleia da República, os órgãos sociais dizem estranhar a demora da decisão e criticam o entendimento do órgão disciplinador dos regulamentos.

"Os órgãos sociais repudiam a instauração deste processo, que ocorre mais de dois meses depois da prática dos factos. Os órgãos sociais do núcleo constataram que a oportunidade da abertura deste processo representa uma afronta ao clube e uma aplicação discriminatória das disposições regulamentares", pode ler-se no comunicado emitido ontem pelo Núcleo do Sporting da Assembleia da República.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.