Após a goleada de quinta-feira aos letões do Riga (4-0), que selou o apuramento para o ‘play-off’ da Liga Conferência Europa, na época de estreia nas provas da UEFA, os gilistas precisam de ‘direcionar’ completamente o “foco” para o embate com os arouquenses, oponente que nunca venceram para o escalão principal na condição de visitante – três derrotas em três jogos.

“Estamos preparados para o jogo e sabemos que o Arouca vai-nos oferecer grandes dificuldades. Temos de ser muito incisivos e competitivos na abordagem ao jogo, porque vamos encontrar um adversário competente. Temos de ser assertivos para lutar por um bom resultado, que passa pela vitória”, salientou, na antevisão ao desafio marcado para as 18:00.

Com nova ronda europeia no ‘horizonte’, frente ao AZ Alkmaar (Países Baixos), na quinta-feira, o plantel deve ter a noção de que a I Liga portuguesa é a “competição mais importante” da época, até para “solidificar” a posição barcelense entre a elite do futebol luso, após o quinto lugar de 2022/23, acrescentou.

O técnico de 46 anos sublinhou, por isso, que os seus pupilos devem encarar o duelo de segunda-feira com “muito afinco” e “muita concentração” de forma a contornarem uma formação “intensa”, “competitiva” e “organizada a nível ofensivo e defensivo”, que alia o “bloco curto” a defender aos momentos de “pressão alta”, com “homens rápidos na frente”.

Agradado com o “processo de crescimento” em curso, até pelos resultados desportivos – duas vitórias e um empate -, Ivo Vieira reconheceu que os ‘galos’ têm ainda “muitos aspetos a melhorar”, precisando, nesse sentido, de manter o “compromisso” com o trabalho até agora realizado.

“Toda a equipa tem margem para evoluir mais na qualidade de jogo. Precisamos de algum espaço, mas trabalharemos para termos sucesso em cada jogo e em cada treino em representação do Gil Vicente”, especificou.

Na antecâmara do quarto jogo em 13 dias, o ‘timoneiro’ dos minhotos admitiu que os atletas podem começar a “acusar um bocadinho o cansaço”, o que abre “uma janela de oportunidade” não só para a gestão das “cargas de treino”, como para os elementos até agora “menos utilizados”.

A propósito da transferência do lateral esquerdo Adrián Marín do Granada para o Gil Vicente, oficializada no sábado pelo emblema espanhol, mas não ainda pelos minhotos, Ivo Vieira limitou-se a dizer que é “um atleta que conhece”, até porque já o orientou no Famalicão, em 2021/22.

O Gil Vicente, sétimo classificado, com três pontos, defronta o Arouca, 17.º, sem pontos, em desafio da segunda jornada da I Liga portuguesa, agendada para as 18:00 de segunda-feira, no Estádio Municipal de Arouca, com arbitragem de Nuno Almeida, da Associação de Futebol do Algarve.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.