"Não fomos felizes no aproveitamento das oportunidades. Em primeiro lugar é preciso reconhecer que estamos frustrados com o resultado obtido. Demostrámos atitude e alma dentro de campo. No entanto, tivemos dificuldades em recuperar a posição, acabando por sofrer o golo no contra-ataque", disse João Carlos Pereira.

O treinador dos azuis do Restelo lamentou ainda um penálti que ficou por macar: "Lamento também não termos conseguido concretizar nos últimos minutos. Penalti? Não gosto de falar sobre isso. Mas, a verdade é que, quando há penalti a nosso favor nos últimos minutos, esta é a segunda vez que nos sentimos prejudicados".

Apesar da derrota por 0-1 com o Nacional da Madeira, João Carlos Pereira gostou realçou a atitude dos seus jogadores: "Gostei da dinâmica e da velocidade imprimidas na segunda parte. Os adeptos estiveram connosco e vão continuar a estar".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.