O FC Porto reforçou hoje a liderança da I Liga portuguesa de futebol, ao vencer por 2-1 no reduto do Santa Clara, depois de ter estado a perder, em encontro da 13.ª jornada da prova.

O ex-portista Zé Manuel adiantou os açorianos, aos 38 minutos, mas os ‘dragões’, que somaram o sexto triunfo consecutivo no campeonato e 13.º em todas as provas, responderam por intermédio do brasileiro Soares, aos 45+1, e do maliano Marega, aos 56.

Na classificação, o ‘onze’ de Sérgio Conceição voltou a contar mais três pontos do que o Sporting de Braga (4-0 ao Feirense, na sexta-feira) e passou a somar, provisoriamente, mais cinco do que o Sporting e sete em relação ao Benfica.

No final do jogo, o treinador do Santa Clara, João Henriques, fez a análise do encontro.

"O FC Porto é um justo vencedor, porque marcou dois golos e o Santa Clara fez apenas um. Aquilo que eu sinto neste momento é um grande orgulho por este grupo de trabalho. Um orgulho que faz com que toda uma região se sinta satisfeita por ser representada desta maneira e isso para nós é muito importante", começou por dizer João Henriques.

"O facto de mantermos a identidade com o Sporting, com o FC Porto, com o Braga e com todas as outras equipas torna-nos também uma equipa interessante de seguir pelo futebol que pratica, porque faz golos em praticamente todos os jogos", acrescentou o técnico.

"Defrontámos o campeão nacional em título, defrontámos a equipa que está em primeiro lugar neste campeonato, que vinha de 12 vitórias consecutivas e que hoje (sábado) conseguiu a 13.ª e no final da partida fica aquela sensação que podíamos ter outro resultado", frisou João Henriques.

"Agora, a questão da justiça ou da injustiça não existe. Quantas vezes é que não existem jogos de futebol em que uma equipa está por cima do jogo 90% do tempo e acaba por perder o jogo. No final, o que interessa mesmo é o resultado", atirou João Henriques.

"Foi um jogo muito interessante de seguir e todos ficaram, certamente, satisfeitos com o jogo que assistiram e é esse um dos objetivos que nós temos. Para além dos objetivos pontuais, e continuamos a persegui-los incessantemente, estes objetivos que nós temos intermédios são para nós muito importantes para o crescimento da equipa, porque sabemos que consolidando aquilo que nós fizemos hoje (sábado) estar sempre muito mais perto de continuar a pontuar. Estaremos mais perto de fazer o campeonato que nós pretendemos e atingir a manutenção rapidamente", sentenciou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.