Declarações de João Pedro Sousa, treinador do Boavista, após o triunfo sobre o Paços de Ferreira (3-0), no Estádio do Bessa, da 2.ª jornada da I Liga.

[Apoio dos adeptos] "Antes do jogo começar, mas, sobretudo, na partida anterior, sentimos a força dos adeptos. Percebemos que temos uns adeptos fantásticos. Fizemos um mau jogo e perdemos, mas nunca deixaram de nos apoiar. O que fizemos hoje foi a nossa obrigação, mas tornou-se mais fácil com o apoio deles."

[Análise ao jogo] "Parece-me que fomos a equipa mais competente defensivamente. Em termos ofensivos, não tivemos tanta posse de bola como o adversário, até porque este sofreu um golo relativamente cedo e vinha com a intenção de nos pressionar para tentar resolver o jogo o mais rápido possível, tendo em conta o seu calendário sobrecarregado."

"Sem termos um ataque tão continuado ou posicional, conseguimos criar mais perigo. Parece-me que até aos 70/75 minutos, o adversário não teve uma oportunidade de golo. Nós tivemos algumas e chegámos a marcar. Saliento a qualidade de jogo do Paços, que foi muito competente a atacar e a defender. Criou problemas, mas fomos resolvendo."

[Levantamento da proibição de inscrição de jogadores] "Com certeza que ajudou. Da mesma forma que dizíamos que faltava gente e não era por aí que iríamos disputar os jogos, não vamos agora dizer que pudemos utilizar oito jogadores, as coisas ficaram totalmente resolvidas e é assim que vamos fazer o campeonato que pretendemos."

"De facto, a semana foi diferente e o treino foi mais rico. Conseguimos trabalhar de maneira diferente, preparar quem joga e quem não joga de outra forma, a equipa técnica teve outras soluções durante a semana para perceber o que era melhor para o jogo. Não posso esconder que é diferente após tantas limitações no passado, mas continuamos com problemas para resolver e estamos à procura de soluções o mais rápido possível."

[Elogios ao plantel] "Esta semana fomos muito críticos sobre aquilo há uma semana. Tivemos de ser muito duros connosco próprios. Todos sabem que todos, mesmo quem está no banco, são importantes para chegar às vitórias. Este trabalho é em grupo. Houve jogadores que se destacaram mais, mas todos tiveram rendimento alto, ao contrário do último jogo."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.