O avançado brasileiro tem sido um verdadeiro abono de família para este Benfica com 18 golos marcados na primeira volta do campeonato, o mesmo é dizer, 40 por cento dos golos da equipa.

Mas isso não o torna obcecado pela conquista do título de melhor marcador da Liga, como relatou ao jornal A Bola: “Esse prémio tem um enorme prestígio e tradição em Portugal e todo o avançado pensa conquistá-lo. No ano passado já o devia ter conquistado nas não vale a pena chorar por erros do passado. Ser melhor marcador do campeonato não é, nem nunca foi uma obsessão, é apenas um objetivo”.

Sobre o título de campeão, Jonas olha para a segunda volta com otimismo, referindo que quatro pontos não é nada.

“Se a meio do campeonato, e com quatro pontos de diferença, pensássemos que não era possível é que seria absurdo. Claro que é possível e a forma como temos crescido nas últimas semanas faz-me acertar cada vez mais”, afirmou o brasileiro que marcou um hattrick diante do Nacional na vitória por 4-1 na última jornada.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.