O antigo árbitro internacional português Jorge Coroado criticou, na sexta-feira, a nomeação de Pedro Proença para o jogo de futebol FC Porto-Benfica, considerando que há árbitros em melhores condições, como Artur Soares Dias.
«Entendo que Pedro Proença não seria o árbitro mais indicado para dirigir este dérbi. Pelo passado recente e pela evidência que ele tem demonstrado ao longo da temporada, e principalmente depois de ter chegado ao patamar a que chegou relativamente às competições nacionais, não é seguramente aquele que tinha as melhores condições emocionais e psicológicas para dirigir o jogo», disse Jorge Coroado.
O antigo árbitro adiantou: «Quando um árbitro que é formado, criado e desenvolvido nas competições internas, depois de chegar a um determinado nível, tem a desfaçatez e a pouca vergonha de dizer que se calhar o futebol português não precisa ou não justifica um árbitro como ele, refere tudo quanto à sua forma de ser, de estar e a personalidade que tem a dirigir um jogo de futebol».
Jorge Coroado acrescentou que esta é a sua «forma de expressar um sentimento que se mostra contrário àquilo que Pedro Proença tem dito e tem feito e à postura que tem evidenciado».
«Pedro Proença está mais ao jeito daquele ditado português que diz `criar fama e deitar-se a dormir' e isso não dá. Qualquer árbitro deve ter a simplicidade, a dignidade e a honestidade intelectual para pensar que, desde o distrital até ao mais alto patamar da arbitragem internacional, ele é sempre filho daquele futebol», referiu.
Para Coroado, «há dois ou três árbitros» em melhores condições para dirigir o jogo «de uma forma mais eficiente que Pedro Proença», como Artur Soares Dias.
No entanto, o antigo árbitro adiantou que a escolha de Proença «é uma escolha natural, compreensível e defensiva de quem faz a nomeação».
«Se temos as duas melhores equipas a disputar o título, é natural que o responsável pela nomeação se escude naquele que foi tido como o melhor arbitro a nível mundial na época passada, independentemente da forma como essa eleição é feita e dos considerandos que a ela conduzem», disse.
Jorge Coroado falava aos jornalistas no final de uma iniciativa de campanha do candidato socialista à presidência da Câmara de Cascais, João Cordeiro.
O FC Porto recebe hoje, pelas 20:30, o Benfica, em jogo da 29.ª e penúltima jornada da Liga portuguesa, em que os "encarnados", líderes com dois pontos de vantagem para os "dragões", podem se sagrar campeões em caso de vitória.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.